Ir para conteúdo

Oficina de Música se reinventa e amplia participação de artistas

A 38ª Oficina de Música de Curitiba, que acontece de 17 a 31 de janeiro, tem um formato inovador. As aulas de canto e instrumentos musicais serão on-line, em formato EAD, e a programação artística será toda transmitida por redes sociais. Tudo para garantir o distanciamento social imposto pela pandemia de covid-19.

Mas o que poderia ofuscar o brilho da Oficina, que nos três últimos anos teve as maiores edições de sua história, reunindo perto de 2 mil alunos e um público de 60 mil pessoas, serve para alavancar ainda mais o festival, reconhecido como um dos mais importantes na área de formação musical do país. O uso das plataformas digitais eliminou barreiras e ampliou o alcance. 

As aulas podem ser assistidas de qualquer lugar; qualquer pessoa pode participar como ouvinte; mais professores estão envolvidos (são 177 docentes para 73 cursos, sendo 33 professores estrangeiros); artistas e grupos renomados fazem lives e passam a compor a programação artística. Muitas orquestras nacionais e estrangeiras participam da Oficina pela primeira vez, graças às possibilidades proporcionadas pelos meios virtuais. 

A abertura, por exemplo, no dia 17, ao meio-dia, será uma conversa com representantes da “Al Nour Wal Amal Orchestra” (Orquestra de Meninas Cegas), do Egito e às 17h30, uma gravação da homenagem a Beethoven da Orquestra Sinfônica da Bahia, do Teatro Castro Alves (Salvador).

Haverá também concertos virtuais da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo apresentações de ópera produzidas no Teatro Amazonas (Manaus), Teatro da Paz (Belém) e Palácio das Artes (Belo Horizonte); e ainda lives exclusivas com João Bosco, Zeca Baleiro e Lenine. 

Em Curitiba, os lugares ocupados para gravações serão a Capela Santa Maria, Teatro do Paiol, Capela da Glória, Oratório de Bach e Sociedade Garibaldi.

Nos cursos estarão participando como convidados os músicos Moisés Lima, violinista da Família Lima; Fábio Lima, violinista, multi-instrumentista e youtuber de Curitiba; Paulo Szot, cantor brasileiro ganhador do Grammy e solista do Metropolitan Opera de Nova York; Fábio Mechetti, regente da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, e Babi Brasil, campeã brasileira de stand up paddle, que vai participar da classe de violino e conversar sobre treinamento de alta performance, fazendo um paralelo entre o esporte e a execução de um instrumento musical.

Desafio

“A Oficina de Música teve que ser reinventada. Fomos desafiados a pensar num modelo totalmente on-line, com uma logística completamente diferente daquela que estávamos acostumados, inclusive com a redução substancial de custos”, diz Marino Galvão Júnior, presidente do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, responsável pela produção do evento. 

O deslocamento e a hospedagem de professores e artistas, a preparação das salas de aulas e dos inúmeros espaços de concertos, a estrutura de atendimento dos alunos e outros tantos itens de produção foram substituídos por uma central de monitoramento dos cursos à distância, que estará sediada no Cine Passeio. Nesta central estarão os técnicos e os equipamentos necessários para monitorar simultaneamente quatro salas virtuais. Serão sempre quatro cursos pela manhã e quatro cursos no período da tarde. 

Esta edição mantém a divisão entre as fases de música erudita (de 17 a 23 de janeiro) e MPB (de 24 a 31 de janeiro), com a coordenação geral de Janete Andrade. As coordenações de núcleo estão a cargo dos maestros Abel Rocha (música erudita), Rodolfo Richter (música antiga) e João Egashira (música popular brasileira). Em 2021, a Oficina celebra o centenário de nascimento de um dos maiores expoentes da música latino-americana, o argentino Astor Piazzolla.

A Oficina desse ano é dedicada à memória de Lúcia Camargo, diretora executiva (1979-1983) e presidente da Fundação Cultural de Curitiba (1989-1992). Como diretora da Fundação Cultural, sua atuação foi marcante, quando implementou uma política inovadora para a época, responsável por uma efervescência cultural com reflexos até hoje.

Inscrições

As inscrições foram prorrogadas e continuam abertas para os cursos que ainda dispõem de vagas, que são limitadas apenas para os que quiserem se inscrever como participante. Estes terão acesso às aulas com possibilidade de interação com professores, transmitidas ao vivo por meio da plataforma Microsoft Teams, em parceria com a PUCPR. Mas é possível também se matricular apenas como ouvinte, tendo acesso às aulas gravadas por meio de link à plataforma Vimeo, em até 24 horas após a realização da classe ao vivo.

Cada curso terá três encontros de duas horas de duração. Em alguns cursos, mais de três professores estarão interagindo com a turma, com abordagem a diversos temas ligados à música e à prática musical. Os horários estão distribuídos de forma que os alunos possam participar ativamente de até três cursos e acompanhar como ouvintes um universo maior de discussões.

Há também a opção de inscrição para a Turma Especial de Acesso a Todos os Cursos, que garante a obtenção das gravações de todas as aulas realizadas na 38ª Oficina de Música de Curitiba, sendo aluno ouvinte de todos os cursos: categorias Antiga, Erudita, MPB, Música e Tecnologia e Musicalização Infantojuvenil. A disponibilização do conteúdo seguirá o cronograma de publicações. 

Todo aluno inscrito na Oficina de Música irá receber gratuitamente o curso de Apreciação e Estruturação Musical, com Osvaldo Colarusso. Serão disponibilizadas três aulas de Harmonia Básica e outras seis aulas sobre Diálogos musicais e Música em diálogo com outras artes.

Parceria

A 38ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), com apoio máster da Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

As organizações Família Farinha, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Consulado da República Argentina em Curitiba e Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo também apoiam o evento.

 

Serviço:

38ª Oficina de Música de Curitiba

De 17 a 31 de janeiro de 2021

Inscrições e informações: www.oficinademusica.curitiba.pr.gov.br

Quer compartilhar?